domingo, abril 08, 2012

Amargos (Bitter's) - Continuação

Underberg
Amargo alemão, com 45º obtido a partir da duração em álcool de extratos de várias plantas aromáticas

Gammel Dansk
Amargo dinamarquês, com 38º obtido a partir da infusão em álcool de diversas plantas aromáticas

Martinazzi
Amargo Suiço, com 25º obtido por infusão em álcool de diversas plantas aromáticas

Secrestast
Amargo italiano, obtido através da infusão de raízes e extratos de plantas aromáticas em álcool

Weisflog
Amargo suiço, com 18º, feito a partir da diluição de extratos de plantas em álcool, água e açúcar

Fernet-Lugga
Amargo italiano, obtido a partir de extratos de plantas em álcool, água e açúcar

Jägermaeister
Amargo alemão, obtido a partir de uma infusão d eplantas em álcool

Angostura Bitter
Este amargo só é geralmente utilizado como aromatizante em forma de gotas ou dashes nas composições. Foi inventado por Dr. Siergert em 1820. É produzido no Porto e em Espanha, na ilha de Trinidad, a partir da casca da cuspária, raízes de genciana e outras plantas aromáticas, tem graduação alcoólica de 45º

Formas de servir: como aperitivos estas bebidas devem ser servidas em copo on-the-rocks com gelo e casca de limão. Como estomacais e depois de uma refeição mais pesada, devem ser servidas em cálice à temperatura ambiente. Usam-se geralmente nestes casos só a Fernet-Branca, Underberg, Gammel Dansk, Fernet-Lugga e Jägermeister. Como aromatizantes e só em forma de gotas ou dashes nas composições usam-se a Angostura Bitter, Orange Bitters e Peach Bitters.
Todos oa amargos, com excepção dos aromatizantes, podem ser servidos em copos longos adicionados de sodas, sumos ou refrigerantes.