quinta-feira, fevereiro 28, 2013

Quinta Mendes Pereira Garrafeira Tinto 2004

Quinta Mendes Pereira Garrafeira Tinto 2004

Castas: Touriga Nacional (50%), Roriz e Alfrocheiro
Graduação: 13% vol
Região: Dão
Preço: 14 €

Os vinhos da Quinta Mendes Pereira, em Oliveira do Conde, Carregal do Sal, não andam nas bocas do mundo, mas quem é apreciador da austeridade, elegância e frescura tão típicas do Dão não pode perder este produtor de vista. Em boa verdade, produtora, estaria mais certo, pois a cara do projecto é Raquel Mendes Pereira, uma luso-brasileira que há mais de uma década, trocou a vertigem de São Paulo por Oliveira do Conde, para continuar o projecto iniciado em 1982 pelo pai. As vinhas, entretanto reconvertidas, remetem para alguns cenários da Argentina, pelas elevações montanhosas que definem a linha do horizonte. No caso, o que avista são os dorsos da Estrela, Montemuro e Caramulo, serras que protegem o lugar dos ventos marítimos e lhe dão alguma fresquidão. Os solos são uma mistura de granito com argila, secos à superfície mas bastante húmidos em profundidade, ideais para a cultura da vinha. A enologia está a cargo de António Narciso, que segue uma linha classicista, de intervenção mínima e respeitadora da tradição. Os tintos são pisados a pé em lagares de granito. Melhor ainda, os vinhos dispõem do tempo de adega necessário para se criarem. Mesmo os brancos ou rosados só saem no mínimo ao fim de dois anos. É uma filosofia louvável , por ir contra a corrente. Os verdadeiros apreciadores agradecem. agradecem e até pagariam mais por vinhos como este Garrafeira 2004, um tinto que é um hino ao Dão: 13% de álcool apenas, fruta limpa e comedida, taninos muito vivos mas civilizados e uma frescura imensa. Cheio de carácter e vigor, não diz a idade que tem. Uma verdadeira relíquia.
Autor: Pedro Garcias