segunda-feira, março 19, 2012

Vinho Espumante Natural e Champanhe - Dégorgement e Método Charmat

Seguidamente, procede-se à operação de " Dégorgement", que consiste em tirar a cápsula provisória e deixar sair a quatidade de vinho indispensável para arrastar o depósito que estava formado no gargalo.

O espaço da garrafa que fica vazio no " Dégorgement" é preenchido com "licor de expedição", composto por um vinho de alta qualidade, açúcar cande e conhaque.

Da quantidade de açúcar utilizado na composição deste licor (ou través da sua ausência) resulta o grau de doçura do vinho de que dependem os vários tipos:

*Bruto, *Extra Seco, *Seco, *Meio Seco, *Doce

Consoante o tempo de permanência em cave entre a adição do "Licor de Tirage" e o "Dégorgement", os espumantes naturais podem apresentar as seguintes designações de qualidade:

Reserva - entre 12 a 24 meses
Super Reserva ou Extra Reserva - entre 24 e 36 meses
Velha Reserva ou Grande Reserva - mais de 36 meses

Método Charmat (Cuba fechada)

O método Charmat consiste em provocar a segunda fermentação dentro de cubas fechadas, cujo vinho sai directamente para as garrafas através de filtros especiais que não deixam passar nenhuma impureza, nem libertar o gás.
Em Portugal já se produzem óptimos vinhos espumantes, sendo as suas regiões produtoras, a Bairrada e Lamego.

A graduação alcoólica destes vinhos varia entre 10 e 12º.

Formas de Servir:
Estes vinhos devem ser servidos em taças tipo champanhe ou flûtes à temperatura de 4 a 6º.