sexta-feira, abril 13, 2012

Conservar o vinho - Características favoráveis

Temperatura
O comportamento do vinho varia substancialmente conforme a temperatura a que é conservado. Se for demasiado baixa ( menos de 0º ), o vinho pode congelar. A temperaturas positivas até aos 10º, o envelhecimento é demasiado lento, enquanto acima dos 15º pode ser demasiado rápido. A temperatura mais favorável à sua conservação varia entre os 12º e 14º. No verão podem ser um pouco superiores, e no inverno um pouco inferiores, nunca variando mais de 4 º a 5º, a mais ou a menos. A temperautura constante também é um fator importante na conservação dos vinhos. Poderá colocar um ou mais termómetros, consoante a área do local, para controlar a temperatura.

Luz
Se o vinho não for guardado num local escuro, alguns dias de sol bastarão para o prejudicar irremediavelmente, sobretudo se as garrafas forem transparentes.

Vibrações
Para envelhecer bem, o vinho requer repouso absoluto. Isso significa que uma cave próxima de uma via de tráfego intenso pode não ser um local ideal para a sua conservação. Pela mesma razão, evite guarda-lo junto a um frigorífico ou de uma máquina de lavar.

Ventilação
É desejável evitar cheiros suscetíveis de alterar o sabor do vinho, mantendo o local de armazenagem  convenientemente arejado. por isso, é desaconselhável guardar químicos, tintas ou outros prudutos no mesmo local.

Humidade
A humidade relativa adequada à conservação do vinho é de cerca de 60%, mas pode subir até 75%, sem que os efeitos sejam muito negativos. Acima disso, existe o risco de formação de bolores, que podem danificar os rótulos e rolhas. Pode controlar facilmente os valores de humidade com um higrómetro. A humidade excessiva pode ser controlada espalhando areia no chão, pondo sal de cozinha num recipiente ou utilizando um desumificador. Deve evitar também valores muito baixos, pois as rolhas podem secar, o que permitiria uma certa evaporação do vinho.

Posição
Guarde as garrafas na posição horizontal. Uma garrafa deitada permite que o vinho embeba a rolha, melhorando a sua função e levando a que a quantidade de oxigénio que penetra na garrafa seja praticamente nula. Se assim não for, a rolha pode secar e encolher, permitindo a entrada de ar e consequentemente a oxidação do vinho, e mesmo a sua evaporação.